Pissetti quer proibição de radares eletrônicos em Itajaí
19/10/2012

Segundo o vereador multas aplicadas por equipamentos eletrônicos fere artigo do Código Nacional de Trânsito

Ontem (18), a Câmara de Vereadores de Itajaí recebeu o Projeto de Lei que pede a proibição da instalação de radares eletrônicos, os populares “pardais”, comuns nos semáforos do município. A ideia partiu do presidente da Casa, Luiz Carlos Pissetti (DEM), e agora passa pela análise da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final do Legislativo.

De acordo com o Código Nacional de Trânsito “o agente da autoridade de trânsito competente para lavrar o auto de infração poderá ser servidor civil, estatutário, celetista ou, ainda, policial militar designado pela autoridade de trânsito com jurisdição sobre a via no âmbito de sua competência”. Embasado nesta questão Pissetti explica que um dispositivo eletrônico não pode ser considerado um “agente”.

“Ao interpretar o Código [Nacional de Trânsito] podemos deduzir que os autos de infração lavrados por aparelhos eletrônicos, hoje, em Itajaí são aberrações (…) é certo pagarmos por multas emitidas por máquinas que, podem ou não estar funcionando corretamente?”, questionou o democrata em documento apresentado no plenário.

* Mais informações podem ser obtidas com o vereador Luiz Carlos Pissetti pelo telefone: (47) 9994.4276

Texto: Marcos Marcellus Holtz – Reg. SC 03872 JP  –  (47)9670.4488

Anúncios

Pissetti quer incentivo para a construção de estacionamentos verticais em Itajaí
25/02/2011

Vereador busca nas grandes cidades do Brasil as alternativas para a reorganização do trânsito local

 

Você já parou para contar quantas voltas tem que dar para conseguir uma vaga de estacionamento perto de seu trabalho? Ou então no tempo que se gasta em busca de um espaço para acomodar seu veículo? A frota automotiva de Itajaí cresce em ritmo de Ferrari, e, por isso, o vereador Luiz Carlos Pissetti (DEM), propôs, hoje (24), em sessão da Câmara Municipal, o incentivo à construção de garagens verticais na cidade.

O ante projeto elaborado por Pissetti dispõe da criação de um programa de incentivo fiscal e tributário para empresas que queiram construir edifícios de estacionamento na zona urbana itajaiense. A proposição foi aprovada pelos parlamentares e agora aguarda a avaliação do prefeito, Jandir Bellini (PP), para ser, ou não, aplicada como Lei.

Para o democrata, principalmente a região central de Itajaí, sofre com o grande fluxo de pessoas que dependem do veículo para chegar ao trabalho ou realizar seus afazeres do dia a dia. “A nossa estrutura e vagas para estacionamento não acompanham o súbito crescimento de nossa frota”, disse. Ele ainda destacou que a medida, caso aceita pelo prefeito, é de caráter excepcional, ou seja, ampara propostas destinadas apenas às edificações com a finalidade de “enxugar” o trânsito local.

“Itajaí precisa pensar grande, para frente, de olho no futuro (…) não podemos deixar que nossa cidade seja entupida por carros”, finalizou o autor ao mencionar exemplos do que já acontece nas metrópoles do país. A indicação de ainda ressalta que o número de pavimentos a serem erguidos pelas construtoras deverá respeitar o plano diretor vigente.

* Mais informações podem ser obtidas com o vereador Luiz Carlos Pissetti pelo telefone: (47) 9994.4276

 Texto: Marcos Marcellus Holtz – Reg. SC 03872 JP

Foto: Victor Schneider e Davi Spuldaro – Câmara de Vereadores de Itajaí                      

Pissetti quer melhorias para o trânsito do bairro Dom Bosco
03/02/2011

Na sessão desta quinta-feira (3), o vereador Luiz Carlos Pissetti (DEM), propôs melhorias em pontos problemáticos do trânsito no bairro Dom Bosco. Trechos como o cruzamento entre as ruas José Pereira Liberato, José Gall e Presidente João Goulart, foram citados pelo democrata. A equipe da TV Pissetti esteve nos locais para conferir o risco de acidentes. Acesse e confira: www.youtube.com/tvpissetti.  

* Mais informações podem ser obtidas com o vereador Luiz Carlos Pissetti pelo telefone: (47) 9994.4276

Texto e produção: Marcos Marcellus Holtz – Reg. SC 03872 JP

                       

Pissetti discute aumento da tarifa de ônibus em Itajaí
12/11/2010

Presidente da Câmara traz novas propostas para o transporte coletivo e quer o debate no Legislativo

A Câmara de Vereadores itajaiense tem de fato se consolidado como “Casa do Povo”. Na noite de ontem (11), três grupos de manifestantes lotaram o plenário Arno Cugner para expor seus reclames. O assunto mais polêmico, e de maior abrangência no município, dizia respeito ao aumento da passagem do ônibus coletivo de, R$ 2,35 para R$2,80.

Durante a sessão o presidente do Legislativo, Luiz Carlos Pissetti (DEM), abriu espaço para o líder da manifestação, porém deixou claro que a Casa de Leis não virou as costas ao problema. “Muito me alegra a participação popular aqui conosco, só assim ampliaremos o debate, mas devo lhes dizer que, em momento algum, nós nos omitimos deste processo (reajuste da tarifa)”, explicou o democrata.

Na terça-feira (9), os parlamentares foram unanimes na aprovação de um requerimento, elaborado pelo vereador Marcelo Werner (PCdoB), que pede, à empresa “Coletivo Itajaí”, toda a documentação que autoriza o reajuste no transporte público e sua justificativa. “Ao longo de minha trajetória política sempre levantei a bandeira municipalista, com a companhia de ônibus não é diferente”, disse Pissetti.

Soluções

“Itajaí não suporta mais ser tratada como uma cidade interiorana”. As palavras de Pissetti buscam o fim “provincianismo” aparente. O vereador garante que desde o ano de 2005, quando foi eleito pela primeira vez, apresenta propostas para melhorar o transporte coletivo do município. “A cidade cresceu e a mobilidade urbana deve ter revisão constante, cheguei a pedir credenciamento de vans para as áreas carentes do serviço oferecido pela empresa de ônibus”, completou.

Para o chefe da Casa do Povo a situação da companhia concessionária, “Coletivo Itajaí”, não cabe para um município em franco desenvolvimento. “A garagem da Coletivo é no coração da cidade, os acompanhantes de pessoas com necessidades especiais não têm a isenção da tarifa, nem a Lei Orgânica está sendo respeitada (…) é preciso sentar, rever e, acima de tudo, tomar a melhor decisão para o cidadão de Itajaí”, finalizou.

 * Mais informações podem ser obtidas com o vereador Luiz Carlos Pissetti pelo telefone: (47) 9994.4276

Texto: Marcos Marcellus Holtz – Reg. SC 03872 JP

Foto: Victor Schneider – Câmara de Vereadores de Itajaí

Pissetti denuncia Indústria das Multas em Itajaí
20/08/2010

Na semana passada o vereador Luiz Carlos Pissetti (DEM), usou a tribuna do plenário da Câmara Municipal para denunciar os números da indústria da multa em Itajaí. Durante o pronunciamento Pissetti trouxe a solução para que a cidade gerencie o dinheiro vindo da aplicação de multas. De acordo com as palavras do democrata “a empresa concessionária das lombadas eletrônicas está enriquecendo por conta do povo itajaiense”. Assista ao desabafo na TV Pissetti, acesse: www.youtube.com/tvpissetti.  

* Mais informações podem ser obtidas com o vereador Luiz Carlos Pissetti pelo telefone: (47) 9994.4276

Texto e produção: Assessoria Parlamentar

Tá na mídia!
18/08/2010

Denúncia referente à indústria das multas em Itajaí ganha a capa do Jornal Diário do Litoral

Pissetti cobra providências quanto ao prédio antigo da Casan e estampa a capa da Tribuna Itajaiense

Lei Pissetti emplaca no Jornal “O Tempo”

* Mais informações podem ser obtidas com o vereador Luiz Carlos Pissetti pelo telefone: (47) 9994.4276

Pissetti pede providências para a ocupação do antigo prédio da Casan em Itajaí
10/08/2010

Prefeito e governador do Estado foram acionados pelo parlamentar

Semblante indignado casou com o discurso de Pissetti

Hoje (10), em sessão ordinária da Câmara Municipal, o vereador Luiz Carlos Pissetti (DEM), solicitou ao governador do Estado, Leonel Pavan (PSDB) e ao prefeito itajaiense, Jandir Bellini (PP), mais atenção com o prédio que abrigava a antiga Regional da Casan (Companhia de Água de Santa Catarina), em Itajaí. O imóvel, localizado no centro da cidade, está penhorado e hoje serve de abrigo para andarilhos, usuários de drogas e vândalos.

Na semana passada Pissetti foi procurado pela direção do Hospital Universitário Pequeno Anjo, que é vizinho da estrutura abandonada, a qual apresentou fotos e queixas quanto à situação atual do local. As imagens comprovam o teor das reclamações que dão conta da proliferação de pragas urbanas, como insetos e ratazanas, lixo, fezes humanas e depredação.

Do plenário, Pissetti explicou a trajetória da pendência judicial entre a Casan e a administração pública da cidade. O democrata sugeriu a encampação do imóvel pelo município, ou seja, Itajaí tomaria de volta uma propriedade que é sua, mas que foi cedida para a antiga empresa realizar seus trabalhos. “Agora a Casan não está mais aqui, esse imóvel pode ir para a Semasa e até mesmo para o nosso hospital infantil, o que importa é que esse prédio comece a servir o nosso povo”, afirmou o parlamentar.

O presidente da Casa de Leis foi ainda mais enfático ao classificar o caso como “falta de decisão política”. “Isso é uma vergonha para Itajaí, bem no centro de nossa cidade, ao lado de uma instituição de saúde (…) temos que ocupar o que é nosso, me entristece imaginar tantos projetos que poderiam estar sendo desenvolvidos ali, estamos perdendo tempo”, disparou.

Pissetti questiona indústria das multas em Itajaí

A noite desta terça-feira (10), ainda guardava mais temas polêmicos e debates acalorados. Ao fazer uso da tribuna, o vereador Luiz Carlos Pissetti (DEM), trouxe à tona o contrato de concessão à empresa Trana Construções, que gerencia as multas e, consequentemente, os aparelhos de fiscalização de trânsito em Itajaí.

Pissetti expôs dados de arrecadação referentes às notificações eletrônicas do ano de 2009. De acordo com o documento apresentado pelo presidente do Legislativo, dos mais de R$ 3 milhões levantados com as multas, apenas cerca de R$ 800 mil foram para os cofres do município.

O democrata ainda sugeriu algumas obras que poderiam ser realizadas com os recursos. “Olha só, essa empresa vem aqui e come o nosso dinheiro (…) estamos vendo tudo escorrer pelo ralo, uma verdadeira fortuna que poderia, por exemplo, ser transformada em um belo elevado ali na rótula do Vanolli (…) mas nada acontece”, exclamou.

A instalação dos parquímetros pela Estapar, que se iniciou nesta semana, também foi alvo das críticas do parlamentar. “Tiraram os fiscais da Zona Azul para instalar essas máquinas em pontos da cidade que antes não possuíam estacionamentos rotativos, querem fazer dinheiro em cima do nosso povo (…) não dou seis meses para esses aparelhos aparecerem quebrados pela revolta da comunidade”, finalizou.

Não deixe de conferir o pronunciamento de Pissetti sobre ambos os casos, ainda nesta semana, na TV Pissetti. Aguarde!

* Mais informações podem ser obtidas com o vereador Luiz Carlos Pissetti pelo telefone: (47) 9994.4276

Texto: Assessoria Parlamentar

Foto: Vitor Schneider – Câmara Municipal

Pissetti quer construção de ponte entre os bairros Dom Bosco e Cidade Nova
30/06/2010

Popular “Rua da Vala” ganharia mais extensão, tubulação e acesso

Continuação e readequação da via é o plano de Pissetti

Na sessão de terça-feira (30), o vereador Luiz Carlos Pissetti (DEM), teve aprovada a indicação que solicita o prolongamento da rua Jacob Ardigó, no bairro Dom Bosco, até as margens do Rio Itajaí-Mirim. Os trabalhos de conclusão da galeria de esgoto em toda a área restante e a construção de uma ponte para ligação ao Cidade Nova estão previstos no pedido.

Pissetti tenta este encaminhamento desde 2008. Atualmente o terreno para a realização da obra sofre com o acúmulo de lixo, uma ameaça para a saúde pública. O democrata acredita que o empreendimento eleva a qualidade de vida não só da comunidade local, mas de toda a cidade. “Além de combater pragas urbanas e, inclusive, o mosquito da dengue, teremos uma ponte a mais para desafogar nosso trânsito, precisamos planejar nossa cidade”, conclui.    

* Mais informações podem ser obtidas com o vereador Luiz Carlos Pissetti pelo telefone: (47) 9994.4276

Texto: Assessoria Parlamentar        

Foto: Vitor Schneider – Câmara Municipal

 

Pissetti pede a criação do Setran e fala sobre as multas aplicadas em Itajaí
23/04/2010

 

Na sessão de terça-feira (20), o vereador Luiz Carlos Pissetti (DEM), reapresentou o ante projeto que cria o Setran, uma nova autarquia para administrar, com autonomia, o trânsito da cidade. Na oportunidade o democrata divulgou os dados referentes à destinação do dinheiro arrecadado das multas em Itajaí. Confira o vídeo na TV Pissetti: www.youtube.com/tvpissetti.

* Mais informações podem ser obtidas com o vereador Luiz Carlos Pissetti pelo telefone: (47) 9994.4276

Texto e produção: Assessoria Parlamentar

Pissetti quer dinamismo no transporte coletivo de Itajaí
22/04/2010

Sistema de ônibus tem características de metrô e tornaria Itajaí referência no meio

Em Curitiba, sistema funciona desde os anos 90

 Imagine o trânsito de Itajaí fluindo com mais tranquilidade, ou então poder deixar seu automóvel em casa e dispor de um sistema de transporte coletivo moderno, ágil e confortável para ir ao trabalho. Com base em sistemas viários implantados em grandes cidades do mundo, o vereador Luiz Carlos Pissetti (DEM), reapresentou na sessão de hoje (22), a indicação que pede estudos para a implantação de linhas diretas de ônibus, os chamados Ligeirinhos, e canaletas nas ruas do município.

De acordo com Pissetti, o sistema, lançado em Curitiba (PR) no início dos anos 90, chegou a diminuir em 28% o fluxo de veículos de passeio que circulam na capital paranaense. “Temos que buscar soluções efetivas para os problemas que surgem em conseqüência do crescimento da nossa cidade (…) a implantação destes meios garante ao cidadão um padrão de qualidade de vida que acompanhe este desenvolvimento”, afirma.

Segundo dados do Serviço de Trânsito de Santa Catarina, dos 100 mil carros registrados em Itajaí, 35 mil surgiram nos últimos oito anos. Para Pissetti a medida, se estudada e discutida, é viável e necessária para a cidade. “Itajaí, como cidade progressista que é, deve voltar seus olhos para o futuro, é evidente que se o transporte coletivo corresponder aos anseios da comunidade, nossas ruas serão gradativamente desafogadas”, declara.

O sistema Linha Direta

Com faixas exclusivas para a circulação de ônibus, conhecidas por canaletas, e a instalação de estações tubo, que permitem ao usuário pagar pela passagem antes de entrar no coletivo, a alternativa proporciona agilidade no embarque e na locomoção de passageiros.

O sistema prova ser eficaz em diversas cidades do mundo. Nova Iorque (EUA), Bangalore (Índia) e Caracas (Venezuela), são exemplos de metrópoles que adotaram o, abrasileirado, Ligeirinho. Até o ano de 2006 o Linha Direta já havia sido implantado em 80 municípios do planeta.

A solicitação foi aprovada, por unanimidade, na Câmara de Vereadores e foi encaminhada ao Prefeito Municipal e Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Urbano para apreciação e parecer.

Texto: Assessoria Parlamentar

Foto: http://www.projetosurbanos.com.br